Beneficiárias do programa Criança Feliz de Ribeirão Grande participam de palestra sobre alimentação saudável

Publicado em 15 de março de 2018

Na ocasião, os palestrantes destacaram a importância nutricional e o preparo da bebida conhecida como “suco verde”, conhecido também com alimentação baseadas em plantas.

A Prefeitura Municipal de Ribeirão Grande, através do departamento de Assistência Social, atualmente comandado pela vice-prefeita Rosenilda Preta, promoveu nesta última quinta-feira, dia 15, mais uma oficina de capacitação às beneficiárias, entre mães e crianças, do programa federal Criança Feliz, oferecendo a palestra sobre “Alimentação Saudável”, ministrada pelo médico, hoje residente em Ribeirão Grande, Dr. Alberto Peribanez Gonzalez, e com apoio do Dr. Fernando Guaman e da terapeuta  Keli Parayana.

Na ocasião, os palestrantes destacaram a importância nutricional e o preparo da bebida conhecida como “suco verde”, conhecido também com alimentação baseadas em plantas. Segundo eles, compõem os ingredientes do suco maçã, pepino, chuchu, gengibre, alface, couve e as plantas alimentícias não-convencionais (PANC), como as folhas de abóbora, chuchu, erva doce, capim limão e poejo. “Com tanta mistura de verdes seria de se esperar algum grau de rejeição, principalmente por parte das crianças, mas o que se viu foi o contrário. Observamos a satisfação das crianças ao experimentarem o suco”, relatou a vice-prefeita Rosenilda Cruz.

Na plateia, as mamães acompanharam atenciosamente todos as dicas e a receita para o preparo da alimentação recomendada pela equipe de palestrantes. A iniciativa integra a nova política do departamento de Assistência Social do município, que tem entre os seus objetivos, oferecer informações aos beneficiários dos programas sociais, sobre alimentação saudável. “Esse tipo de evento representa uma importante via para a Saúde Preventiva e para o tratamento de doenças crônicas como Diabetes”, explicou o Dr. Alberto Gonzalez.

A prefeitura também está preparando novas etapas dessa capacitação através de aulas teóricas e práticas culinárias agregadas a pratos quentes, laticínios com base vegetal, pães de trigo germinado, brotos vegetais e fermentados. A atividade integra parte do projeto relacionado aos estudos clínicos que serão desenvolvidos ainda no ano de 2018.

VOLTAR