História

Ribeirão Grande é um município de Interesse Turístico emancipado à 27 anos, localizado no sudoeste paulista nas coordenadas 24º05’57” de latitude sul e 48º21’55” de longitude oeste, a uma altitude de 690 metros, com população de 7.419 habitantes. Atualmente integra o Mapa do Turismo Brasileiro – Região Turística Cavernas da Mata Atlântica.

Sua origem vem de uma região conhecida como Minas do Paranapanema, cujo primeiro registro que se tem notícia data-se de 1717 e ainda hoje preserva vestígios de construções que desviavam os rios e cursos de água compostas de pedras capote conhecidos como Encanados.

Desenvolveu-se por diversos ciclos econômicos: exploração do ouro, tropeirismo, mineração, agricultura e turismo, é porta de entrada do Parque Estadual Intervales, que se destaca na observação de aves (birdwatching), tendo um dos maiores catálogos de espécies registradas no estado de São Paulo.

Sua culinária é rica em pratos à base de milho verde, e mantém uma tradição festiva religiosa a mais de 20 anos, conhecida como a Festa do Milho Verde da Paróquia Bom Jesus de Ribeirão Grande em meados dos meses de abril e maio.

A tradição cultural e gastronômica tornou o município conhecido em todo Estado com a dança típica Fandango de Tamanco Cuitelo e o prato tradicional das famílias ribeirao-grandenses, o famoso Rojão, hoje reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial de Ribeirão Grande.

Integra o Roteiro do Milho, como município piloto para as pesquisas do projeto, sendo detentor de mais de 20 pratos a base de milho verde e farinha de milho.

Para conhecer mais sobre o Turismo em Ribeirão Grande acesse as mídias sociais do município:

  • http://www.ribeiraogrande.sp.gov.br/
  • https://mapaderibeiraograndesp.wordpress.com/
  • http://roteirodomilho.com.br
  • https://www.facebook.com/Prefeitura-Municipal-de-Ribeir%C3%A3o-Grande-SP-1917874825125613/?ref=br_rs